sábado, 21 de janeiro de 2012

Uniao da Fe - Petrolina.wmv

Igreja Uniao da Fé Pastor Devanir Morais

Estudos Bíblicos | Ebooks | Teologia: Estudo da Carta à Filemom

Estudos Bíblicos | Ebooks | Teologia: Estudo da Carta à Filemom: Estudo da Carta à Filemom Com a finalidade de ajudar em um estudo da Carta à Filemom, nós reuniremos nessa página todos os nossos links de...

Filemom

Filemom Lendo um livro que fala a respeito desta epístola que foi dirigida a Filemom, um cristão que morava em Colossos, eu entendi algo muito importante para o crescimento do amor e a fé em Deus. Onésimo era um escravo fugitivo. Foi preso, e decidiu ir até Paulo. Paulo estava preso, como podemos entender atualmente, numa prisão domiciliar. Ele não podia sair, mas podia receber visitas; e Paulo recebeu a visita de Onésimo que ouviu sobre o evangelho, se converteu e confessou o seu pecado. Paulo aconselhou-o a voltar para seu dono e escreveu a carta para Filemom, que era o dono do escrevo Onésimo. Cito aqui alguns versículos: “Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões. Outrora ele te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil.” Filemom: versículos 10-11. A epístola de Filemom tem apenas 1 capítulo, por isso, apresentamos apenas os versos. Analisando a intercessão de Paulo, ele declara que Onésimo é um filho que foi gerado na prisão. Atualmente, muitas pessoas tem ido às prisões para pregar o evangelho e muitos presos ouviram e se converteram. Arrependidos dos seus pecados, eles pedem perdão àqueles que sofreram por causa dos atos que eles cometeram. A sociedade não acredita que uma pessoa que cometeu algum ato de crueldade possa se arrepender e se converter a Jesus. As pessoas dizem que ‘agora se acham melhores do que eu’. Na verdade, não são nem melhores e nem piores, mas há uma grande diferença. Se houve um verdadeiro arrependimento, e se pediu perdão a Deus, perdão às pessoas que sofreram por causa de um ato dele, Deus perdoa os pecados e não se lembra mais. Quando Onésimo ouviu o evangelho, ele percebeu que era uma pessoa pobre, cega e que a ‘justiça’ dele, perto da justiça de Deus não passa de um trapo da imundícia. E é assim mesmo. A sociedade se acha ‘justa’, acredita que condenando os presos seja a prisão perpétua, trinta ou quarenta anos na prisão, ou até mesmo a condenação à morte é sinal de justiça. A justiça da sociedade não passa de trapo da imundícia. “Deus é amor”. Isto é a única coisa que a sociedade lembra e diz e até põe a mão no coração para mostrar um grande afeto. Mas... para eles Deus é amor apenas para aqueles que é bom, que não mata, não rouba, não fofoca. Pobre Onésimo, para esta sociedade ele estaria condenado à morte. Mas, fique espantado com o que vou escrever; Deus não e alegra com a morte de um pecador. Mas se alegra ao ver que o pecador se converteu e se arrependeu dos seus pecados. Veja a confirmação da verdade acima através dos versículos que cito logo abaixo: “Mas se o ímpio se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos e proceder com retidão e justiça, certamente viverá, não morrerá”. De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela justiça que praticou viverá. Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? Diz o Senhor Deus; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva? Ezequiel 18: 20-23 Aconselho-te a ler todo o capítulo e veja que Deus é justiça. Não devemos acreditar que pelo fato de não roubar, matar ou fofocar que somos melhores do que aqueles que fazem. Se não nos convertemos ao Senhor, não adianta fazer boas obras. A salvação de nossas almas vem pela fé. O que se fará então para que sejamos salvos? Receber a Jesus Cristo como Único Senhor e Salvador. Crer que Jesus Cristo veio e habitou entre nós, ou seja, andou na terra como homem. Ele viu como nós vivemos e a dificuldade que temos para ser puro e viver sem pecado. Ele venceu todas as tentações, mas nós somos fracos e precisamos Dele para poder vencer as tentações. Crer que Jesus Cristo morreu e após o terceiro dia, ressuscitou e está vivo, assentado à direita do Pai. E viver retamente, cumprindo os mandamentos do Senhor que não consiste em apenas ‘amar ao próximo’; nós devemos amar os nossos inimigos, que seriam os presos, independente de saber qual foi o crime e perdoá-los. Dizer a Filemom que antes Onésimo era inútil, mas agora é útil tanto a ele, Filemom, quanto a Paulo. Poderemos dizer isso a alguém que estava preso e que está em liberdade condicional? Que um dia era inútil, mas agora é útil? Acredito que muitas pessoas que lerem estas palavras não vão concordar em nada ou até dizer que duvida se eu perdoaria alguém se tivesse feito algo com alguém na minha família. Digo que, se eu tiver a justiça da sociedade no meu coração, vou desejar mais é que um raio caia na cabeça do preso. Mas se no meu coração tiver a Justiça de Deus, vou orar por ele, perdoar e se eu puder ajudar, ajudarei. A Justiça de Deus não se compara a justiça da sociedade. Deus não se alegra com a morte de um pecador, repito mais uma vez. Somente quem tem Deus no coração e que ama e cumpre a palavra de Deus é que poderá perdoar algum transgressor. Muitos oram a oração que Jesus ensinou. E diz ‘perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos aos nossos ofensores’ só que esquece a complementação desta oração. Jesus diz: “Pois se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós. Porém se não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial não perdoará as vossas.” Mateus 6:14-15. Por isso, queridos, muitas pessoas são: rancorosas, egoístas, depressivas, e solitárias; pois não libera perdão e não aceita o perdão de outros. Perdoar é esquecer as ofensas e ter uma vida normal e de confiança. Somente quem tem Deus no coração pode fazer isso, mesmo quem ama a Deus, ora e muito para poder vir a confiar novamente, pois quando perdemos a confiança, é difícil realmente voltar a confiar. Mas somente com a ajuda de Deus para que isso venha acontecer. Na carta, escrito por Paulo para Filemom, não relata se Filemom recebeu Onésimo com amor e se voltou a confiar nele. Mas o que esperamos de um verdadeiro cristão é que haja perdão e reconciliação. Isso é o verdadeiro cristianismo. Este sim é o verdadeiro ‘amar ao próximo’. Que o Senhor Jesus venha tocar no seu coração. Se tiver algo para perdoar ou pedir perdão a alguém, não espere amanhã, faça agora, pois o amanhã pertence ao Senhor. Depois não adianta orar, acender velas ou fazer qualquer outra coisa para pedir perdão. Jesus amado, ajude esta pessoa a perdoar aqueles que a ofenderam. Amém Espírito Santo, que cada pessoa venha conhecer a Verdade e que a Verdade venha libertá-los e que venham receber, como único Senhor e Salvador, Jesus Cristo o Filho Unigênito de Deus Pai, Criador do céu, da terra e de tudo que nela há. Sei que Tu és o único que pode convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo. Creio em ti e confio inteiramente em ti. Sei que cada pessoa que receber esta mensagem será tocada e que a vida dela será transformada. Em nome de Jesus, eu oro. Amém. Kátia 21/01/2012

Diálogo com Deus

É interessante notar que o mundo gospel tem gerado celebridades. O que tenho mais notado é que o ser humano que se converte ao Senhor Je...