sexta-feira, 27 de maio de 2011

Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida

Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida ( João 14:6)

Em João 14: 1-31, Jesus promete que vai voltar. Encorajo a você que leia este capítulo e medite.
Muitas pessoas não têm acreditado nesta promessa. Muitas pessoas têm buscado outros meios para se achegar a Deus. Mas,nenhum destes caminhos são eficientes. O único caminho eficaz chama-se Jesus Cristo. Jesus o Único Filho de Deus; Ele é o que veio para reconciliar o homem a Deus.
Se você tem desejo de estar com Deus, tenha Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Creia que Jesus morreu e no terceiro dia Ressuscitou. Jesus Cristo não está preso no madeiro. Jesus está Vivo e está assentado à direita de Deus. Jesus intercede por você e tem se preocupado com você. Tenha fé e busque ao Senhor Jesus com todo o seu coração e entendimento. O Espírito Santo vai ensinar a você todas as coisas. Para que isso aconteça faça o seguinte:
• Arrepende-te dos pecados, confesse seus pecados ao Senhor Jesus e não cometa mais.
• Ore da sua maneira, mas com humildade reconhecendo que Jesus é Deus, Ele é o Filho de Deus. Lembre-se de uma coisa, nós não somos dignos de receber Salvação da nossa Alma. Jesus Cristo morreu na cruz para que sejamos Salvos, para isso, para alcançarmos a Salvação, é necessário que deixemos o pecado e Recebamos a Jesus Cristo como Senhor da nossa vida. Renunciar os prazeres deste mundo, para que sejamos verdadeiramente livres e tenhamos a vida eterna.
• Peça ao Senhor Jesus levar a ti a uma igreja evangélica que pregue este evangelho.
E que a Paz do Senhor Jesus seja contigo.

Consagração

O que é consagração?
Conforme o dicionário da Língua Portuguesa significa: tornar sagrado, tributar, destinar, votar, sacrificar, dedicar.
Em Levítico 11:44-45 Deus diz a Moises “Eu sou o Senhor vosso Deus; consagrai-vos, e sede santos, por que eu sou santo. Não vos contaminareis com nenhuma criatura que se arrasta sobre a terra. Eu sou o Senhor que vos fiz subir da terra do Egito para ser o vosso Deus: portanto, sede santos porque eu sou santo.”
Deus diz ao povo ‘consagrai-vos’. Quando nos consagramos a Deus, significa que estamos nos sacrificando a Ele, que estamos nos dedicando a Ele e, para isso, até mesmo a nossa alimentação devemos observar o que comemos.
Trazendo para o espiritual, o que estamos comendo; sabendo que “Ele te afligiu, e te deixou ter fome. Depois te sustentou com o maná que não conhecias, e que os teus pais também não conheceram, para te dar a entender que não só de pão vive o homem, mas de tudo que sai da boca do Senhor” Deuteronômio 8:3
O Senhor nos ensina que não é só de pão vive o homem, mas de tudo que sai da boca do Senhor. Entendo que devemos saber o que estamos ‘comendo’ se de criatura que está de pé na presença de Deus ou se é criatura que se arrasta sobre a terra, ou seja, de pessoas que vivem neste mundo, ainda que pareça ser de Deus, mas não há nada de Deus nela.
Ser consagrado a Deus é ser separado do pecado. Pecado é transgressão da lei. 1Jo 3:4.
Se não cumprimos aos mandamentos do Senhor, estamos transgredindo a lei. Leis que lemos em Êxodo 20:2-17, todo o livro de Levítico fala sobre as leis do Senhor.
O Espírito Santo inspirou Paulo a escrever aos romanos “Que diremos, pois? Havemos de pecar por não estarmos debaixo da lei, mas debaixo da graça? DE MODO NENHUM. Não sabeis vós que a quem vos oferecerdes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça” Romanos 6:15-16. Aconselho a ler todo o capítulo com atenção. Já ouvi muitos dizendo que estamos debaixo da graça. Eu concordo, mas Jesus disse que não veio revogar a lei, mas cumprir a lei. “NÃO PENSEI QUE VIM DESTRUIR A LEI OU OS PROFETAS; NÃO VIM PARA DESTRUÍ-LOS, MAS PARA CUMPRÍ-LOS. EM VERDADE VOS DIGO QUE ATÉ QUE O CÉU E A TERRA PASSEM, NEM UM JOTA OU UM TIL SE OMITIRÁ DA LEI, SEMQUE TUDO SEJA CUMPRIDO.” Jesus cumpriu toda a lei. Não é necessário que sacrifiquemos animais. Nossos sacrifícios são ‘culto racional’ Romanos 12:1.
Mas os 10 mandamentos que Deus deu a Moisés no Monte Sinai permanecem. Jesus resumiu os 10 mandamentos em dois que cumpri todos. “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento” e Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Mateus 22:37-40, Marcos 12:28-34 e Lucas 10:25-27.
Quando amamos a Deus, não buscamos a outro deus, pois confiamos inteiramente Nele que criou os céus e a terra e tudo que nela há. Não tomaremos o nome de Deus em vão.
E quando amamos ao próximo; não mataremos, não furtaremos, não adulteraremos, não cobiçaremos, estes estão inseridos nos 10 mandamentos.
Quando amamos o nosso irmão, procuramos fazer o melhor para ele. Amar não é olhar para o outro e dizer ‘eu te amo’. Amor é atitude. O maior ato de amor de Deus foi enviar o seu Único Filho para morrer em nosso lugar. E Deus teve esta atitude porque nos amou primeiro, mesmo sendo pecadores. Este ato de amor de Deus teve início no Jardim do Édem quando Adão e Eva pecaram. Assim como Deus teve esta atitude ao ponto de não poupar o seu próprio Filho. Nós devemos amar assim também, não poupando a nós mesmo. Ou seja, renunciar a nós mesmo e fazer a vontade de Deus que é amar ao próximo, orar pelo próximo, rir com o próximo ou chorar com o próximo.
Sobre o próximo, Jesus nos ensina que devemos amar aquele que nos odeia. Entendo que amar aqueles que nos ama, é fácil. Perdoar aqueles que nos ama, também é fácil. Agora, amar aquele que deseja o mal para nós,torna-se difícil. Mas justamente se amarmos os nossos inimigos é que teremos o nosso galardão. Aprender a pagar o mal com o bem. Isso é amar ao próximo como a ti mesmo.
Amar ao próximo é saber perdoar quando não há gratidão por aquilo que se fez. Jesus amou dez homens que estavam com lepra, no entanto, somente um voltou para glorificar a Deus, grato pela cura. Este além de ter alcançado a cura, alcançou também a salvação que é mais importante que a cura. Quantas pessoas que foram curadas de suas chagas, curadas das doenças da alma e não voltaram para glorificar a Deus? Isto é ingratidão. A ingratidão entristece a Deus, assim como nos entristece também. Mas que aprendamos a perdoar, porque Deus perdoa, quando homens ingratos, reconhecem o seu pecado e se arrepende.
Ser consagrado a Deus é saber amar a Deus e ao próximo, é fugir do pecado, é renunciar a si mesmo.
Será que estamos nos consagrando a Deus verdadeiramente?
[Eu mesma, ao escrever esta mensagem, começo a olhar para mim mesma e ver se realmente eu amo a Deus e ao próximo. Se de verdade eu creio nesta mensagem. Aconselho a fazer este mesmo auto-exame e se encontrar algo falho, se arrepender e correr para os braços de Deus]


Kátia Cristina Pereira
23/04/2011
Revisto dia 27/05/2011

Diálogo com Deus

É interessante notar que o mundo gospel tem gerado celebridades. O que tenho mais notado é que o ser humano que se converte ao Senhor Je...